Home office + Coworking: Uma dupla perfeita

Com a chegada do Coronavírus em 2020, muitos brasileiros se depararam com uma nova forma de trabalho: o Home office. As empresas se viram forçadas a adotar o trabalho remoto e, para muitos, esta se transformou na modalidade principal de trabalho desde Março do ano passado. 

Mas o que mudou com este novo cenário? 

Até Setembro 2020, 11,7% dos funcionários brasileiros estavam trabalhando de casa, segundo pesquisa divulgada pelo IBGE. Mesmo com a chegada da vacina, muitos empregadores gostaram do sistema remoto e pretendem manter este modelo em suas empresas. 

Um problema é que muitos destes funcionários não estão se adaptando bem ao Home office, seja por falta de espaço, por falta de estrutura ou simplesmente por não gostar de trabalhar de casa. 

Também há o aumento das despesas. Segundo o FGV, há um aumento de 25% nos gastos das contas familiares para um trabalhador em Home office. Outro fator é o aumento na jornada de trabalho. De acordo com o instituto DataSenado, 80% dos funcionários estão trabalhando além da jornada normal. 

Mas trabalhar remotamente significa necessariamente trabalhar de casa? A resposta é simples: não.

Diferença entre home office e trabalho remoto

O home office em si é uma modalidade de trabalho remoto, ou seja, é um trabalho realizado a distância. Além do trabalho em casa, outros locais onde pode-se trabalhar remotamente são coworkings, cafés, bibliotecas, na sede da própria empresa em outra cidade, etc.

Importante salientar que mesmo antes da pandemia, mais e mais empresas já estavam aderindo ao modelo de trabalho remoto como forma de diminuição de custos.

O modelo híbrido entre presencial e home office

Mesclar o home office com a ida à um coworking, por exemplo, pode facilitar muito a vida daqueles que não se sentem produtivos ou confortáveis o suficiente trabalhando de casa. 

Para aqueles empregadores que gostaram do modelo Home office e não pretendem voltar a ter os custos de um escritório ou sede própria, os coworkings também são uma excelente opção. Podendo servir como um “QG” quando encontros presenciais forem necessários ou, até mesmo, como escritório fixo para aqueles funcionários que não demonstraram render tão bem trabalhando de casa. 

Segundo especialistas, misturar home office com o trabalho presencial será o caminho adotado por muitas empresas num futuro breve. 

Os coworking são uma excelente opção para quem aderiu ao trabalho remoto, mas não se adaptou bem ao Home office. 

O lado positivo dos coworkings é a flexibilidade. Um espaço completo, bem equipado e que pode ser usado por hora, por dia ou até em planos mensais - para quem prefere um escritório fixo. 

 

Aqui no HUS estamos preparados para receber todo tipo de demanda. Seguindo todos os cuidados e protocolos durante a pandemia. Venha conhecer nosso espaço e descobrir um novo jeito de trabalhar, em um ambiente criativo e descontraído aumentando sua produtividade e da sua empresa.